Você tem algum tipo de plano de saúde e pretende fazer uma cirurgia bariátrica?

Hoje quero conversar um pouco sobre isso, para você ficar sabendo de tudo sobre o processo de realizar uma cirurgia bariátrica pelo seu plano de saúde.

Você sabia que realizar uma cirurgia pelo plano de saúde é um pouco diferente do que tomar essa decisão e procurar um cirurgião por conta própria?

A primeira grande diferença é que a maioria dos planos de saúde que existem hoje oferecem cobertura total para esse tipo de cirurgia.

Isso significa que, de modo geral, você não precisará pagar pela operação em si, enquanto procurando um médico por conta própria você provavelmente terá que arcar com todos os custos.

Por isso, caso você tenha algum tipo de plano de saúde e pretende realizar a bariátrica no futuro, leia esse post até o final.

Vou esclarecer tudo para você, desde o processo de procurar o médico até como conseguir a autorização para a tão sonhada cirurgia.

Existem hoje no mercado diversos planos de saúde diferentes, os mais famosos são: Unimed, Amil, Bradesco Saúde, SulAmérica e Economus.

Algumas pessoas tem um plano de saúde oferecido como benefício no seu local de trabalho, enquanto outras optam por pagar a mensalidade para garantir a segurança própria e da família.
 

Vale a pena pagar um plano de saúde só para fazer a bariátrica?

Para você que ainda não tem um plano de saúde/convênio médico, a pergunta que você deve estar se fazendo é:

Afinal de contas vale a pena começar a pagar um plano de saúde só para fazer a cirurgia bariátrica? E a resposta é DEPENDE.

É importante que você saiba que ao procurar um plano de saúde, você provavelmente terá muitas carências no seu contrato.

Na prática, isso significa que você provavelmente não irá operar logo após entrar em um plano de saúde. Ou seja, terá que pagar várias mensalidades antes de poder de fato fazer a cirurgia.

Dependendo do valor mensal do plano de saúde que você irá contratar, se sua intenção é apenas fazer a cirurgia bariátrica, isso pode não valer a pena.

O importante é que você faça um comparativo do custo mensal do plano de saúde x o custo total que você irá investir na cirurgia bariátrica.

Por exemplo: Se o plano de saúde tiver uma mensalidade de R$ 250,00 e você tiver carência de 2 anos (24 meses) para poder realizar a operação, isso significa que ao longo de 2 anos você terá gasto um total de R$ 6.000,00. Esse pode parecer um valor alto, mas durante esse período é possível ter outros benefícios como realizar exames e consultas médicas.

 

O que é carência e como ela pode afetar sua cirurgia bariátrica pelo plano de saúde?

Você sabe o que é carência do plano de saúde?

Esse tipo de carência nada mais é do que um longo período que costuma durar de um a dois anos onde você fica impossibilitado de realizar alguns procedimentos médicos.

As carências mais comuns são:

Para procedimentos cirúrgicos – geralmente de seis meses.

Para doenças pré-existentes – geralmente de dois anos.

O que essas duas carências querem dizer é o seguinte, por seis meses, você fica impossibilitada(o) de realizar qualquer tipo de procedimento cirúrgico (exceto casos de urgência e emergência).

E, por dois anos, você fica impossibilitada(o) de fazer procedimentos de alto custo, relacionados a doenças (patologias) que você já tinha antes de entrar no plano.

Ou seja, se você contratar um plano de saúde, obrigatoriamente você terá que esperar dois anos para fazer a bariátrica.

Alguns planos de saúde empresariais não tem um longo período de carência, pois como inclui vários funcionários, acabam tendo privilégios adicionais.

Mas fique atenta(o), alguns corretores podem passar informações incorretas para que você “assine logo” e feche o seu contrato. Então sempre procure o máximo de informações sobre a empresa que você está contatando seu convênio médico e leia as letrinhas miúdas no contrato antes de se comprometer.

Parece injusto não é mesmo? Mas a carência é a forma dos planos de saúde “lucrarem”. Já pensou se uma pessoa descobre que ficou doente e precisa de uma cirurgia muito cara e procura um plano de saúde?

Se não houvesse carências, pagando a primeira mensalidade ela poderia realizar a cirurgia sem ter custo algum.

É por isso que existem tantas carências que garantem que você só irá dar “prejuízo” ao plano de saúde, depois de pagar por algum tempo.

Ou seja, é preciso pensar bem caso você decida contratar um plano de saúde só para fazer a bariátrica.

 

Como conseguir autorização do plano de saúde para a bariátrica

Se você já tem um plano de saúde e não tem mais nenhum tipo de carência, você provavelmente está apto a tentar realizar a cirurgia. Só que agora você vai esbarrar em um outro probleminha: conseguir a autorização.

Um dos maiores problemas dos planos de saúde é que muitos procedimentos médicos, cirurgias, exames e outros pedidos acabam sendo negados. Isso acontece pessoal, porque os planos de saúde obrigatoriamente têm que seguir algumas normas e regras que são determinadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde).

Ou seja, alguns tipos de procedimentos cirúrgicos, você não poderá fazer se decidir isso por conta própria, porque você tem que atender alguns tipos alguns de critérios e só assim conseguirá obter a autorização para realizar a sua cirurgia.

Então vamos entender um pouco melhor o que são esses critérios.

Basicamente, os planos de saúde só autorizam a cirurgia bariátrica, se você tiver comprovadamente algum tipo de problema de saúde que esteja relacionado com a obesidade.

Portanto, se você pretende realizar a cirurgia bariátrica apenas por estética e opção própria, terá grandes chances de se decepcionar com o resultado da análise do plano de saúde e ter o seu pedido para fazer a cirurgia negado.

 

Por onde começar…

 

Quais são as exigências dos planos de saúde para aprovar a cirurgia bariátrica?

Agora que você já entendeu um pouco melhor sobre como funcionam os planos de saúde, você deve estar se perguntando por onde devo começar?

O primeiro passo é procurar o médico para realizar a sua cirurgia. Geralmente os médicos que realizam a cirurgia bariátrica são cirurgiões gerais ou cirurgiões gastroenterologistas. Logo na primeira consulta, você deverá receber as primeiras instruções sobre todo o processo que envolve o plano de saúde.

Não se desespere, esse processo tem uma série de etapas e por isso costuma levar um certo tempo. Você precisa ser paciente e persistente.

O médico provavelmente deixará você ciente que será necessário realizar uma bateria de exames e se consultar com vários outros profissionais, como um endocrinologista e também passar por uma entrevista com psicólogo.

Essa consulta com endocrinologista e a entrevista com psicólogo costumam ser requisitos obrigatórios do plano de saúde.

Isso faz parte das exigências obrigatórias a serem seguidas na hora de conseguir autorização para sua cirurgia.

 

O meu médico pode exigir que eu pague consultas particulares com profissionais da sua equipe?

Nessa hora é muito importante ficar atenta(o), porque os planos de saúde costumam oferecer para você de forma gratuita as consultas com diversos tipos de especialistas, como o endocrinologista e o psicólogo.

Apesar disso, algumas clínicas especializadas em cirurgia bariátrica costumam pedir para que seus pacientes façam essas consultas com profissionais da sua equipe médica, alegando que são pessoas da sua confiança.

Nesses casos, o plano de saúde não tem nenhuma obrigação de custear essas consultas, pois são profissionais indicados pelo próprio cirurgião.

Alguns planos tem a opção de reembolso da consulta, por isso é interessante que você procure saber qual a porcentagem e o processo de reembolso do seu plano de saúde.

Alguns médicos “te obrigam” a pagar por consultas que podem sair de graça

Se você confia no médico que está consultando e faz questão que ele seja a pessoa que irá realizar a sua cirurgia, infelizmente essa é uma etapa que você terá que arcar com um pouco de dinheiro.

Por outro lado, se o médico não fizer questão, você pode pedir a indicação para o próprio plano de saúde, que te encaminhará para profissionais que não irão cobrar nada por essas consultas.

O único problema aqui é que você poderá acabar passando por profissionais que não acreditam na cirurgia bariátrica como tratamento para a obesidade e que podem acabar indicando outro tipo de tratamento clínico ao invés da cirurgia. Isso acabará atrasando seu processo.

 

Quais são os exames que preciso fazer para ter minha cirurgia bariátrica aprovada pelo plano de saúde?

O próprio médico que realizará sua cirurgia deve solicitar uma bateria de exames para você. Começando por exames de sangue e também um eletrocardiograma. Os exames de sangue servem para duas coisas:

  • Primeiro comprovar que você realmente precisa fazer a cirurgia, ou seja, se seus exames estiverem alterados é mais um indício que você precisa da bariátrica e a chance de você ter a cirurgia autorizada pelo seu plano é ainda maior.
  • Os exames de sangue também são uma forma de comprovar o estado da sua saúde para ver se você está preparado para a cirurgia.

Todos nós sabemos que a cirurgia bariátrica é um procedimento cirúrgico um pouco delicado, considerado uma cirurgia de grande porte, por isso, algumas pessoas são restritas a realizar esse procedimento, como por exemplo, pessoas com problemas cardíacos, pois isso pode gerar algumas complicações na hora do ato cirúrgico.

Exatamente por isso que os médicos pedem para você realizar um eletrocardiograma, pois assim se o laudo do eletrocardiograma apontar algum tipo de problema cardíaco em você, tanto a sua operadora de saúde, quanto seu médico cirurgião, vão recomendar que você não realize a cirurgia bariátrica, pois pode ser algo que comprometa sua saúde e ofereça riscos para você.

 

Por quais consulta médicas precisarei passar?

Como mencionado, o médico cirurgião deve te encaminhar para uma consulta com um endocrinologista. Esse é o profissional que vai explicar para você as consequências de uma cirurgia bariátrica no seu organismo. Ele também deve te indicar algum tipo de dieta e algumas recomendações pós-cirurgia, basicamente o endocrinologista é o profissional responsável por cuidar de todo o funcionamento do seu organismo e como nós sabemos a cirurgia bariátrica é um procedimento que acaba alterando muitas coisas dentro do seu corpo.

Já a consulta com o psicólogo serve para você ter uma orientação profissional das consequências que a bariátrica terá na sua vida. Algumas pessoas, depois da realização da bariátrica tem alguns problemas emocionais relacionados às limitações alimentares que a cirurgia precisa e também até a própria dor física causada pelo fato da cirurgia ser de grande porte.

Depois de você realizar a entrevista com o psicólogo e a consulta com endocrinologista, também realizar os exames de sangue, o eletrocardiograma e conseguir o pedido médico do seu cirurgião, está na hora de você levar todos esses documentos até o seu plano de saúde onde você vai entrar com um pedido para realizar a cirurgia bariátrica.

Geralmente os planos também tem por hábito obrigar os pacientes a realizar uma perícia médica onde um médico que trabalha para a operadora de saúde irá realizar uma consulta com você para analisar seus exames, analisar o laudo emitido pelo psicólogo, analisar o pedido médico e também verificar se você realmente tem indicação para realizar a cirurgia bariátrica.

É esse médico que provavelmente vai definir se sua cirurgia será autorizada ou não, como dissemos no começo do texto ele levará em conta as diretrizes que a ANS, Agência Nacional de Saúde, impõe para as operadoras de saúde ou seja, analisando os resultados dos seus exames, o pedido médico e as informações que ele colherá durante a perícia, ele vai verificar se seu caso está enquadrado nas diretrizes impostas pela ANS e se tudo correr bem você receber a informação que sua cirurgia foi finalmente autorizada.

 

Resumindo

No geral, esse é um fluxo padrão que quase todas as operadoras de saúde seguem, deixndo claro, que de uma operadora para outra podem haver algumas mudanças nas informações que estiveram nesse texto.

Resumindo, para conseguir realizar uma cirurgia bariátrica pelo plano de saúde você terá dois grandes obstáculos:

O primeiro é a burocracia imposta pelas operadoras de saúde, que obriga você a passar por consultas com alguns profissionais da área médica, realizar exames e também passar por uma perícia médica.

O segundo grande obastáculo, que dificulta a autorização pelo plano de saúde é que se você quiser realizar a cirurgia por conta própria isso não será possível, você só conseguirá a autorização para sua bariátrica caso haja algum pedido médico, ou seja você deve ter indicação médica para isso e atender as diretrizes impostas pela ANS. Nada de operar por estética pelo plano de saúde.

A grande vantagem é que realizando a cirurgia pelo seu plano de saúde, você não precisará pagar absolutamente nada.

Essa cirurgia costuma ser um pouco cara, caso você procure um médico particular para realizá-la por conta própria.

Por isso, espero que esse texto sirva para te ajudar a entender um pouco melhor o fluxo de autorização dos planos de saúde e também torço para que você consiga realizar sua cirurgia sem precisar pagar nada por isso.

 

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE COMO FAZER CIRURGIA BARIÁTRICA PELO PLANO DE SAÚDE

A cirurgia bariátrica pelo plano de saúde esta inclusa, desde 1º de janeiro de 2012, na listagem mínima entre as cirurgias obrigatórias exigidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que é quem determina quais as cirurgias que devem ser cobertas pelos planos de saúdes.

Ou seja, o convênio médico será responsável por cobrir o valor da sua cirurgia bariátrica. Porém, devo te alertar que você precisa ficar atenta(o), pois existem muitos detalhes que podem fazer com que você tenha sua cirurgia negada pelo plano de saúde.

Quem pode fazer cirurgia bariátrica pelo plano de saúde?

  • Você pode realizar a cirurgia bariátrica pelo plano de saúde se atender aos critérios para poder realizar uma cirurgia bariátrica;
  • E se você não estiver no período de carência do seu plano de saúde.

Quais são as exigências dos planos de saúde para aprovar a cirurgia bariátrica?

  • Exames médicos
  • Laudos de diferentes médicos
  • Perícia médica

Quais são os principais convênio médicos usados por quem faz cirurgia bariátrica

  • Unimed
  • Amil
  • Bradesco Saúde
  • SulAmérica

O que fazer caso sua cirurgia bariátrica tenha sido negada pelo plano de saúde?

  • Pode recorrer
  • Entrar na justiça (precisa de um advogado)

A cirurgia bariátrica pelo plano de saúde precisa ser aberta ou pode ser por videolaparoscopia? Quem escolhe como será feito?

  • Desde 2015 os convênios devem cobrir a cirurgia por vídeo
  • O médico é quem escolhe como será realizada a cirurgia

Vou precisar pagar alguma coisa por fora do plano de saúde?

  • Sim, provavelmente instrumentadora/anestesista.
  • Consultas médicas “exigidas” pela equipe que vai fazer a bariátrica. Podem haver profissionais que não são credenciados ao plano.
  • Gastos com alimentação, medicamentos e acessórios.

Quer saber quanto custa a cirurgia bariátrica? Descubra clicando aqui.