Marcas da obesidade: como aceitá-las e tratar – estrias, manchas escuras na pele e cicatrizes

Marcas da obesidade: como aceitá-las e tratar – estrias, manchas escuras na pele e cicatrizes

cicatrizes bariatrica

É muito comum que as pessoas que fizeram a bariátrica encontrem algumas marcas e cicatrizes deixadas pela obesidade do passado. É uma situação super normal e que tem uma explicação bastante simples: basicamente, quando você engorda, a pele precisa se estender para cobrir o corpo com certa “rapidez”.

Neste processo o organismo sofre algumas pequenas coisinhas, como por exemplo as estrias. Já o atrito causado pelo excesso de peso é, em sua maioria, responsável pelas manchas escuras.

Com o novo corpo depois da bariátrica, a vaidade e a autoestima estão lá em cima. Por outro lado, é difícil não se incomodar esteticamente com estas marquinhas, não é mesmo?

Embora elas, na maioria das vezes, não apresentem riscos para a saúde e para o funcionamento do organismo, podem provocar certas frustrações. Em paralelo a tudo isto, existem também as cicatrizes que ficam depois da bariátrica.

Mas se você está passando por isso, não precisa entrar em pânico! Afinal de contas, pode ter certeza que essas marquinhas são as últimas coisas que chamam a atenção no corpo que ganhou de presente depois da cirurgia.

Porém, vamos falar a verdade, a vaidade é um aspecto muito importante para todos nós, e com isso em mente, achei importante separar algumas dicas para vocês tratarem das estrias e manchas na pele da melhor maneira possível e elas praticamente sumirem!

Querem descobrir quais são? Continuem lendo esse texto!

Qual o motivo destas marcas e cicatrizes aparecerem?

Como explicado rapidamente no início do texto, estrias aparecem quando a pele precisa se esticar muito, em um curto período de tempo, para cobrir o corpo. Este processo acaba rompendo as fibras da pele, que por sua vez originam as estrias.

Já no caso das manchas escuras, elas são mais encontradas em regiões de fricção e também são ocasionadas por problemas como hipertireoidismo, hipotireoidismo, diabetes, etc. As principais áreas afetadas são pescoço, axilas e região interna das coxas.

Vamos falar um pouco mais das estrias, existem dois tipos:

  • Rosas ou roxas: são as estrias recentes, que foram formadas a pouco tempo. Como o processo de rompimento de fibras aconteceu a pouco tempo, há pequena inflamação e coceira.
  • Brancas: são as estrias mais velhas, que já apresentam o processo de rompimento das fibras finalizado. Não possuem inflamação e nem coceiras.

Ambas podem ser tratadas de maneira bastante eficazes, mas quando ainda a estria é recente, as chances de sucesso são maiores.

Aceitar é o melhor remédio

Não existe remédio ou segredo milagroso para sumir com todas essas marcas da obesidade de um dia para o outro. Por isto, tenha em mente acima de tudo que você não precisa se preocupar e se cobrar tanto, muito menos fazer com que estas lembranças da sua vida do passado atrapalhem a sua vida do futuro!

Pense comigo: você acabou de passar pela bariátrica, está renovada(o), com um corpo mais bonito, melhorou sua saúde e está cheia(o) de planos, certo?

Então, não faz sentido imaginar que as marcas da sua obesidade em seu corpo chamam tanta atenção a ponto de sobressaírem todas as coisas boas que você ganhou!

Neste mesmo sentido, é certo você se frustrar e se colocar para baixo, colocando em risco a sua evolução e recuperação depois da cirurgia de redução do estômago? Deixar que isto afete seus planos?!

Eu te garanto que a resposta é: Não, realmente não vale a pena!

Dicas para lidar com esses problemas

  • Tenha consciência que você possui estrias, manchas escuras na pele, cicatrizes, ou o que for: não tente esconder de si mesmo. Reconhecê-las em seu corpo é o primeiro passo! E aceitá-las vai fazer parte do processo.
  • Aprenda a ter certo orgulho delas: afinal de contas, as suas marquinhas contam a sua história. Uma história de muita garra, determinação e dedicação. Uma prova que você aceitou mudar de vida e conquistar um novo caminho ainda melhor!
  • Não se deixe frustrar: as marcas da obesidade podem fazer você se abater. Caso isso aconteça, mande embora na hora este pensamento! Você não chegou até aqui para se deixar frustrar, né?!
  • Trate as suas marcas: ao cuidar de suas marcas, você começa a ter consciência que algumas podem ser melhoradas, afinal você está se esforçando e comprometida(o) para isso. Além disto, ver a aparência delas melhorando aos poucos no corpo vai lhe dar ânimo novo!

Depois de tudo isto, a lição que fica é uma: aprenda a aceitar! Estas marcas são naturais, todo mundo possui marcas, sejam elas físicas ou emocionais!

Mulheres que engravidam, pessoas que tem propensão genética a isto, e até mesmo os amantes da musculação que ganham músculos rapidamente!

Viu?! Estas marcas não são apenas suas. É normal do ser humano e isto está longe de ser um motivo para te impedir de evoluir!

cicatrizes bariátrica

Como tratar as marcas na pele?

Antes de tudo, é importante que você saiba como preveni-las: controlando o aumento de peso e mantendo a pele hidratada, ou seja, tomar bastante água.

Esta consciência te dará maior conhecimento e guiará as ações do dia-a-dia com mais segurança! Após a cirurgia, seu foco deve ser perder peso de forma consciente e não querer perder todo o seu excesso de peso rápido demais.

Vamos ver agora algumas dicas que servem tanto para as estrias, as manchas na pele, quanto para as cicatrizes que ficam depois da cirurgia bariátrica.

  • Tratamento com cosméticos: principalmente cremes e loções que contenham aloe e vera ajudam a acabar com as marcas do passado. Estas substâncias hidratam e deixam a pele mais renovada.
  • Tome muita água: como dito anteriormente, a causa do aparecimento destas marcas se dão pela falta de hidratação. Consuma em média 2L diariamente.
  • Dieta rica em vitamina E: A vitamina E ajuda a deixar a sua pele mais hidratada também. Adicione em sua alimentação a couve, o amendoim, avelãs, abacate, mamãe, entre outros!
  • Esfoliação da pele: usar cremes esfoliantes ou realizar sessões de esfoliação da pele ajudam muito. O processo elimina as células e fibras rompidas.
  • Sessões de peeling, carboxiterapia ou laser: são sessões mais robustas e com um maior índice de eliminação das marcas da obesidade. Podem custar relativamente caro, mas vale a pena se você quer acelerar significativamente o processo! Além destes, existem outros tratamentos também eficazes.
  • Converse com seu dermatologista: um profissional capacitado na área é a melhor pessoa para lhe indicar o que fazer. Além dele conseguir identificar qual o grau de suas marcas, também irá lhe guiar para o tratamento mais eficaz.

Aceite suas marcas, mas não se abale com elas

Leve esta mensagem com você e repita sempre que bater aquela pontinha de frustração ao ver as estrias, marcas e cicatrizes.

Afinal de contas, ao aceitar que elas existem, você está dando um passo muito grande psicologicamente, o que vai auxiliar com que você continue firme e forte construindo sua nova saúde e aproveitando as coisas boas que o seu novo corpo está oferecendo, com toda a autoestima e autoconfiança do mundo.

Também será mais fácil, assim, procurar ajuda de profissionais e utilizar algumas das dicas passadas aqui!

No final de tudo, estrias, cicatrizes e manchas escuras podem melhorar de aparência. O que não pode acontecer é deixar que elas sumam com a sua determinação, alegria e força de vontade!

Espero ter ajudado e, como sempre digo, tem dúvidas ou quer dividir algo, então coloca seu comentário ai embaixo! 😉

1 COMENTÁRIO

comments user
Simone

Muito bom seus conselhos esclarecedor. Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *