Cirurgia plástica após a bariátrica

Cirurgia plástica após a bariátrica

cirurgia plástica após bariátrica

Muita gente tem questionamentos sobre cirurgia plástica após a bariátrica, por isso, vou tentar esclarecer algumas das dúvidas.

A cirurgia bariátrica promove um aumento na qualidade de vida de quem a realiza em inúmeros aspectos.

Estas melhorias envolvem a saúde como um todo, possibilitando a estabilização e diminuição da diabetes e pressão arterial, diminuição do risco de enfarto, entre outras.

Mas, também ajuda no sentido estético e social, uma vez que presenteia a pessoa com um novo corpo que abre belos caminhos no sentido da autoestima, autoconfiança e segurança.

Porém, a cirurgia bariátrica também traz consigo alguns pontos negativos. Estes fatores podem afetar o lado psicológico, uma vez que aceitar um novo corpo não é tarefa das mais fáceis.

O lado amoroso, já que o parceiro pode começar a desenvolver um ciúmes doentio do pós-bariátrico; entre outras.

>> Saiba porque os casais separam após a cirurgia bariátrica e como evitar isso <<

Porém, o que realmente incomoda e causa, em muita gente, vergonha é o excesso de pele, mais conhecido como flacidez.

A flacidez é ocasionada por inúmeros fatores que vão desde a má alimentação e redução do nível de produção de proteínas da pele, até ao fato da retirada brusca de preenchimento.

Os tratamentos para a flacidez existem, porém, demandam maior tempo para acabar com o problema e também maiores esforços.

Neste sentido, entendendo toda esta situação, a comunidade médica de cirurgia plástica desenvolveu uma série de técnicas de cirurgias que visam a correção das partes do corpo que apresentam o excesso de pele.

Elas apresentam tempo de recuperação pequeno, eliminação do problema de uma vez só e cicatrizes quase imperceptíveis.

Por outro lado, o preço pode ser bastante salgado.

Vamos descobrir quais são estas cirurgias, preços, recuperação, etc? Continue lendo para saber tudo o que precisa!

cirurgia plastica apos a bariátrica

Qual o melhor momento para realizar a cirurgia?

É recomendado que a cirurgia seja realizada quando o peso após a bariátrica já tenha se estabilizado e/ou apresente sinais de estagnação, que geralmente acontece entre um ou dois anos após a bariátrica.

Assim, o excesso de pele é retirado em um momento no qual não é necessário se adaptar continuamente e, também, evita que o paciente perca mais peso posteriormente e apresente novamente os sinais da flacidez, necessitando de nova cirurgia, por exemplo.

Cirurgias de reparação e cirurgias de estética

Na comunidade médica, existem duas maneiras de abordar as cirurgias para retirada de excesso de pele: reparação e estética.

Quando a cirurgia é enquadrada dentro de estética, quer dizer que não foi observado nenhum fator que indique que a pessoa esteja passando por dificuldades no sentido físico, sendo o propósito da realização da cirurgia por motivos de melhoria da aparência visual.

Geralmente, quando o pós-bariátrico é jovem, as cirurgias de correção são enquadradas dentro deste entendimento, mas nem sempre, isso depende de uma ampla avaliação específica para cada caso.

Quando a cirurgia se enquadra como reparação, são observados fatores que indiquem que a pele que sobrou foi decorrente de erro médico ou que a situação atual do excesso de pele oferece problemas no dia-a-dia do pós-bariátrico, como assaduras e feridas, por exemplo.

Quando a cirurgia é entendida como de reparação, o plano de saúde cobre todas as despesas e o SUS oferece gratuitamente.

Alguns fatores e critérios que influenciam o entendimento da causa como reparação:

  • Quando há desequilíbrio da coluna: alguns locais de excesso de pele favorecem o desequilíbrio da coluna, como nas mamas, por exemplo.
  • Quando há dificuldade de locomoção: a flacidez nos braços e nas coxas podem oferecer dificuldades de locomoção e incapacidade para realizar tarefas profissionais.
  • Quando há possibilidade de infecções e assaduras: caso seja comprovado que as dobras cutâneas gerem dores causadas por assaduras ou gerem infecções, assim como a proliferação de bactérias e fungos.
  • Quando há dificuldade de realizar pequenas ações: um exemplo deste caso é o excesso de gordura na região do rosto, por exemplo. Em alguns casos, o ato de mastigar e mexer o pescoço passa a apresentar um grande desconforto.

As cirurgias disponíveis e suas informações

Os processos cirúrgicos são variados e focados para cada uma das regiões do corpo.

Porém, a abdominoplastia é a mais comum e que recebe maior procura, uma vez que retira o excesso de pele contida região da barriga/abdômen, lugar do corpo no qual é apresentado grandes níveis de gordura e preenchimento.

No geral, as cirurgias não apresentam maiores problemas como risco de vida ou algo relacionado e possuem tempo de duração e de recuperação que variam de pessoa para pessoa e caso para caso, mas podem ser considerados curtos.

Porém, nem tudo é alegria: estas cirurgias tem um valor bastante alto e se seu plano de saúde não cobrir ou então sua causa for entendida como estética, prepare-se para sentir dor no bolso.

Confira as cirurgias e estimativas de valores:

cirurgia plástica após a bariátrica 1

Tipos mais comuns de cirurgia plástica após a bariátrica

  • Abdominoplastia: cirurgia realizada para retirar todo o excesso de pele na região inteira da barriga. Os valores variam entre R$ 8.000,00 e R$ 15.000,00, e o tempo de recuperação é de cerca de 30 dias;
  • Miniabdominoplastia: é uma abdominoplastia focada apenas na parte inferior do abdômen. Custa entre R$ 3.000,00 e R$ 5.000,00 e possui tempo de recuperação de 20 a 30 dias;
  • Mamoplastia: focada nas mamas, o preço está entre R$ 4.000,00 e R$ 8.000,00. O tempo de recuperação é de 30 dias;
  • Torsoplastia: a sua utilidade é para retirar o excesso de pele das costas e o culote. Valor médio é de R$ 8.000,00, e o tempo de recuperação é de, em média, 40 dias;
  • Gluteoplastia: com o foco em retirar a pele do glúteo (nádegas), o valor está entre R$ 7.500 e R$ 12.000, com o tempo de recuperação de 30 a 40 dias;
  • Braquioplastia: é utilizada para retirar o excesso de pele dos braços e das axilas. O valor médio está entre R$ 3.900,00 e R$ 5.000,00, com tempo de recuperação de 20 dias;
  • Lifting de coxas: Para as coxas e pernas, o valor varia entre R$ 5.000,00 e R$ 10.000,00. O tempo de recuperação fica entre 20 e 30 dias;
  • Lifting facial: Obtendo a maior variação de preço, o procedimento para corrigir a pele do rosto pode variar entre R$ 5.000,00 e R$ 15.000,00, com tempo de recuperação de 20 dias.

É sempre importante consultar um cirurgião experiente e de confiança para juntos escolherem as cirurgias que realmente valem a pena fazer.

E claro, os preços variam de clínica para clínica, de acordo com o peso do nome, reputação da qualidade do trabalho e equipamentos utilizados.

Save

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *