Efeito platô e reganho de peso após a bariátrica e como reverter

Efeito platô e reganho de peso após a bariátrica e como reverter

efeito platô

Um dos maiores desafios de quem já operou é conseguir controlar a balança, sendo no sentido de não voltar a engordar, como também continuar emagrecendo até atingir o peso ideal.

E para dificultar ainda mais, passamos por aquelas fases de efeito platô, onde o número da balança não diminui por nada, o que é um saco!

Uma das maiores expectativas da cirurgia bariátrica, é que ela possibilite à quem a realizou que tenha menos fome, uma menor necessidade de comer e maior controle sobre sua alimentação.

Até o 18º mês após a bariátrica ainda é possível perder boa quantidade de peso.

Porém, é comum encontrar operados que não conseguiram controlar seu peso de forma satisfatória e enfrentam dois grandes vilões: o efeito platô e/ou o reganho de peso.

Aí o desespero toma conta! Muitas perguntas passam pela cabeça, como “O que estou errando?!”, “Será que não tenho mais jeito?!”, “A cirurgia foi um fracasso?!” e até “Estou comendo demais?!”.

Então vamos focar agora em esclarecer essas e outras dúvidas e saber como reverter esse quadro.

>> Saiba como melhorar o resultado da sua cirurgia bariátrica clicando aqui <<

O que é o efeito platô

O efeito platô é quando você para de ver resultados na balança, ou seja, o seu peso estagnou e você não emagrece de forma alguma, mesmo que você esteja fazendo de tudo para isso.

Em outras palavras, você segue a dieta certinho e pratica exercícios físicos, mas quando sobe na balança, o peso continua igualzinho, as vezes até aumentou algumas gramas.

Assustador, não é?! Quem já passou por isso sabe o sofrimento que é você estar se esforçando pra caramba e na hora H, o resultado não aparece. É um baita sentimento de impotência.

efeito platô

Se estou fazendo tudo certo, por quê parei de emagrecer?

Não são só os operados que sofrem com o efeito platô, isso pode acontecer com qualquer pessoa que está em processo de emagrecimento. O efeito platô é um sinal de que seu corpo entrou em “estado de alerta”.

O que isso quer dizer?

Simples: ele não está entendo o que está acontecendo e qual motivo dessa mudança repentina.

O seu corpo estava acostumado com altas calorias por dia e um excesso de alimentos e, de repente, é como se você estivesse passando fome.

Afinal de contas, sua alimentação passou a ser super regrada e controlada e você está consumindo menos calorias do que seu corpo precisa para se manter.

Ta, mas e daí??

O seu corpo entra em pânico!! Então, para sua sobrevivência, já que ele acha que você corre risco de vida, ele tenta te proteger e começa a ativar mecanismos de defesa com o objetivo de desacelerar seu metabolismo e economizar energia.

Com isso, ele passa a guardar tudo o que você comendo para usar depois, ou seja, interrompe a queima de gordura e começa a estocar aquilo que você está ingerindo.

Algumas situações que podem aumentar as chances do efeito platô aparecer:

• Corte abrupto da ingestão das calorias;

• Rotinas de exercícios muito puxadas;

• Alimentação baseada apenas em alimentos light’s, diet’s e integrais;

• Pular refeições.

Pode parecer loucura, mas se você comer apenas coisas hiper leves e pular refeições, você não estará batendo o mínimo de calorias que o corpo deve atingir para não entrar em estado de alerta.

Daí, o efeito platô aparece.

Como reverter o efeito platô? Qual a solução?

Antes de tudo, você deve blindar o seu psicológico.

É frustrante fazer tudo certo (até demais) e o corpo responder da maneira contrária.

Dá desânimo e vontade de desistir.

Porém, estes pensamentos devem passar no mesmo instante, afinal, como solucionar um problema se você não está motivado?!

Por isso, aconselhamos que você deixe de pesar por alguns dias, até que comece a perceber que o corpo está respondendo novamente.

Mas vamos lá, como reverter o efeito platô? Também é simples, e você pode seguir estas indicações:

• Mude a sua dieta: ao colocar outros alimentos, o seu corpo entende que você está encontrando novas fontes de energia;

• Fracione a alimentação: ao fazer mais refeições por dia, o metabolismo acelera e o corpo queima mais gordura;

• Pratique atividade física: combine exercícios de baixa intensidade com os passos acima, afinal, exercícios promovem o bem-estar geral do corpo acima de tudo;

• Tome muita água: a água hidrata e mostra pro corpo que ele não precisa ter tanto medo assim da desnutrição.

Ou seja, resumindo tudo que passamos:

• O efeito platô é normal;

• Possui causas que são naturais de serem encontradas em pós-bariátricos;

• A calma e serenidade são os seus maiores aliados, juntamente com algumas pequenas ações fáceis de serem realizadas, para sair deste estado de uma vez.

Logicamente, conversar com seu nutricionista ou cirurgião é sempre muito indicado, pois ele poderá indicar melhores sugestões, já que conhece você, seu histórico, seu corpo e, assim, pode sugerir melhores formas de utilizar estas dicas.

efeito platô 1

E o reganho de peso?

O reganho de peso é quando o corpo você volta a recuperar o peso perdido.

Neste caso, é interessante ter em mente que muito vai da dedicação do operado.

Afinal, não existem milagres quando a dieta não é seguida e quando os exercícios não são realizados.

Entretanto, existem um fator que culmina no reganho de peso: o efeito platô, que acabamos de explicar.

Logicamente, com o efeito platô, o aumento de peso pode acontecer com mais facilidade.

Ou seja, como você parou de emagrecer, sua motivação vai caindo, você deixa de se preocupar com a qualidade da sua alimentação, vai desistindo da prática de exercícios físicos e quanto vê os seus piores hábitos estão de volta.

Portanto, atente-se às dicas acima e não deixe que o seu corpo entre em estado de alerta.

Mesmo assim, com o efeito platô e a dietas controladas, pode acontecer o reganho de peso.

Quando o corpo está em uma dieta de emagrecimento (dieta que possui poucos carboidratos), a tendência é que todo alimento que contenha carboidrato, como massas, pães, arroz, etc, sejam rapidamente absorvidos e transformados em fonte de energia, que muitas vezes pode significar ganho de gordura.

Neste sentido, é importante que o operado sente com seu nutricionista – com muita calma e sem entrar em desespero – e juntos estudem maneiras de driblar este processo natural do corpo, bolando um novo plano de ação, uma dieta com diferentes alimentos e porções controladas.

Em algumas pessoas, o efeito platô não acontece; em outras, acontece com pouca intensidade; já outras, apresentam bastante tendência. Tudo isso pode estar associado a outros fatores como questões hormonais, velocidade metabólica e etc.

A conexão entre o efeito platô e o reganho de peso

Não podemos negar que ambos os processos do nosso corpo estejam interligados. Se comemos menos calorias com o pensamento de não ganhar peso, estimulamos o efeito platô, que por sua vez culmina no ganho de peso!

Sim, além de contraditório dá até raiva! Porém, é assim que nosso organismo funciona e devemos respeitar!

E novamente repetimos: não se frustre e perca seu foco.

Os números da balança são coisas totalmente flexíveis, e se hoje não deu certo, não quer dizer que amanhã os resultados não melhorem.

Foco e força pra construir e manter o estado de queima de gordura e redução de peso!

Espero ter ajudado e se ficou alguma dúvida ou sugestão, você já sabe, coloca seu comentário ai embaixo! 🙂

Save

Save

Save

Save

Save

Save

14 COMENTÁRIOS

comments user
Fabiana

Agora sei o que esta acontecendo comigo. Perdi em rmédias 20 silos é estacionei…. Vou rever minha dieta. Obrigado.

    comments user
    Gabi

    Fabiana, não desista! Tenho certeza que você vai conseguir atingir seus objetivos. Força! 🙂

comments user
Adriana

Perd 10 kls em 1 mês, é realmente diminui a quantidade de alimentos já q percebi q não perdi mais peso. Vou me orientar com um nutricionista. Obrigada

comments user
Kerlim

Estou nessa perdi 28 kg e estacionei por 3 meses bate um desespero.

    comments user
    Gabi

    Kerlim, não desista! Tente diminuir os carboidratos e aumentar os exercícios físicos. Sei que você consegue! 🙂

comments user
Charline

Perdi 50 kgs, fazia exercícios regularmente, estava com um corpão, com IMC controlado, td dentro dos padrões. . De repente me bateu um desânimo, parei de me exercitar, engordei seis kgs e está difícil de perder.

    comments user
    Gabi

    Olá Charline! 50kg é uma grande evolução, você deve estar orgulhosa de si mesma. Vamos tentar pensar o por quê está rolando esse desânimo…aconteceu algum problema na sua vida recentemente? Apesar de ser chato você ter engordado 6kg, te garanto que consegue voltar atrás. Vamos voltar com esses exercícios, comer mais salada e legumes…diminuir os carboidratos… e eu garanto que logo logo esse peso a mais vai embora! Acredito em você! 🙂

comments user
Renata

Eu pesava 162 kg qdo operei agora estou com 103 mas parei nisso e preciso hemagrecer mais 30 kg ta dificil demais 1 ano e 7 meses

    comments user
    Gabi

    Olá Renata, tudo bem? As vezes acabamos não percebendo as calorias que estamos ingerindo… pode ser com bebidas calóricas, doces, carboidratos. Dá uma olhada nisso pra ver se você consegue descobrir por que parou de emagrecer. E os exercícios? Como estão indo? Eles ajudam a dar um gás! Sei que você é capaz! Já evoluiu tanto. Boa sorte! Abraços

comments user
Sandra Maria Damke

Eu acho muito estranho que a necessidade de comer mais ainda exista, vejo pessoas dizendo que só conseguem comer pequenas quantidades e vejo que minha alimentação é normal meu estômago aceita.
Como a mais do quê deveria?
É fora do comum querer 2 bananas, uma não ser o suficiente e logo após sentir vontade de mais
Parece que sempre tenho que comer algo.
Como muita fruta, ovo, salada e carne
Não como quase carboidrato mas tenho medo de estar comendo demais.
Quando fiz a cirurgia pesava 146kg, hoje estou com 93kg.Fiz no dia 19.12.2016
Fazem nove meses, faço academia diariamente e parei já a dois meses nesse peso.
Tenho tanto medo
Será que deu algo errado

    comments user
    Minha Bariátrica

    Oi Sandra, apesar da cirurgia ajudar na fome, ela não muda a vontade de comer. Ou seja, quando nos sentimos ansiosas, preocupadas, agitadas, isso pode fazer com que você sinta uma necessidade de comer mais.
    Além disso, é importante você pensar que quem fez a cirurgia deve se alimentar a cada 3 horas. Comer mais porções ao dia em menor quantidade. Sei que você vai chegar no seu objetivo, não desisita!

comments user
Cíntia Gonçalves

Bem, fiz minha cirurgia em junho de 2015. Consegui emagrecer 40 quilos, o que achei pouco, mas não consegui emagrecer mais. Fiquei satisfeita mas não conformada. Afinal, voltei a ter meu peso de antes da gravides do meu filho que hoje já tem 21 anos. Cheguei a pesar 115 kg e cheguei a 75, mas hoje estou com 83kg. Estou muitoooooo frustrada. E ainda tem o efeito das peles que sobram. Não tive muito tempo para fazer academia. Algum conselho pra mim?

    comments user
    Minha Bariátrica

    Oi Cíntia, vejo muitas pessoas com dificuldade em fazer atividades físicas depois da cirurgia. No começo a perda de peso é mais rápida e depois o corpo vai se acostumando. Eu acredito muito na ideia de dar um choque no organismo… Ou seja, corte por 7 ou 10 dias tudo que realmente não seja tão saudável assim, carboidratos em excesso, doces, uma escapada aqui e outra ali. Depois de um tempo de operados nós passamos a levar uma vida normal, com uma reeducação alimentar e queremos fugir de “dietas”, mas acho que voltar às origens pode ser um caminho. Quanto aos exercícios, existem muitos vídeos no YouTube de 15 a 20 minutos, que você pode fazer em casa, sem gastar dinheiro extra e consumindo pouco tempo. Já vai ser um começo. Boa sorte, e estamos por aqui se precisar.

comments user
Vitória Farias

Realizei a sleev em abril de 2015 e eliminei 50kg. Engravidei e ganhei meu filho há 4 meses parto normal, engordei 20kg na gestação. Emagreci 10kg no puerpério, mas tive reganho. Estou 20kg acima do peso. Quero saber se a perda de peso é rápido com reeducação alimentar e exercícios ou meu organismo demora tanto quanto pessoas que não fizeram bariátrica ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *